terça-feira, 26 de novembro de 2013

Soldado de chumbo.


Madrugada chega, pairando no quarto da minha doce dona. O quarto iluminado pela luz do luar, e um pequeno abajur giratório, o quarto se torna mágico. Os pequenos brinquedos, aos poucos, vão se revelando, saindo de seus lugares. Na madrugada, todos festejam, se divertem, interagem. Enquanto, mais uma festa inicia, de minha instante olho ao horizonte, banhado pela bela lua cheia. Quando resolvo me virar, a certeza da inveja da lua, de tal beleza. A doce boneca desce de seu pedestal, e a vejo caminhar, em lentidão... Com essa beleza, banhado a luz do luar,e simplesmente indescritível..
Todos os dias,aguardo ansioso pela madrugada, apenas para vê-la.
Desvio o olhar,e reflito, o quanto gostaria de ao menos, uma vez ter a coragem de falar o que sinto ao vê-la. O nervosismo de falar o oi,o medo de ela me ignorar, a vontade de protege-la, a ansiedade de ouvir sua voz.  
Ela para e todos a cercam imediatamente, ao longe vejo o brilho dela exalando,seu singelo sorriso,sua cortesia, sua preocupação, com cada um desse quarto. Abraça um urso, estende a mão ao pequeno boneco, é beijada ao rosto pelo minerador, dança um passos de valsa com xerife, e para após o término da valsa. 
Desço a minha estante, hoje vou ter a coragem,e dizer o que sinto. Mas no enquanto,  observo ao longe. Ela começa a contar uma história de um corajoso cavaleiro, que vai em busca de sua princesa,e passa pelas mais diversas situações de perigo. No fim eles ficam juntos,e  não percebo que é quase o horário de amanhecer. 
Os brinquedos vão aos poucos voltando em suas devidas posições, volto a minha estante e mais um dia frustrado, por não ter coragem, de dizer tudo aquilo que sinto. E como gostaria de ser, não apenas um soldado de chumbo,e me tornar o príncipe, daquela doce boneca.
Permaneço em minha posição,e aguardo o amanhecer. 
...
...
A boneca olha ao longe o soldado,e subindo em pedestal,lança um último olhar ao soldado,pensando... " Gostaria de conhecer mais aquele soldado,e dizer que sempre o observei...".  A boneca volta em sua posição, enquanto os primeiro raios de sol, ilumina o quarto. 

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Querida Fotografia.




E mais uma vez,me pego com a maldita fotografia. E aquele aperto ao peito me vem. Não é um dia especial para eu pega-la,mas um dia normal. Busco refugio nela, sem sucesso.Me pego em um turbilhão de pensamentos,quando me jogo na cama,levantando ela ao ar.
O que é este sentimento? Dor? Saudade? Felicidade? Talvez, apenas seja uma mistura deles. Sorrio , enquanto uma lágrima cai do meus rosto.
Mas sei na verdade o que é tudo isso, o reviver. Você nunca se pegou querendo reviver, várias vezes uma viagem? Ou talvez uma festa, ou quem sabe um amor. Não importa,esta fotografia, que é tão simples,e consegue fazer este turbilhão em mim.
Olho,por horas, desejando uma máquina no tempo, para reviver tudo aquilo novamente. A companhia de pessoas que já partiram, quero reviver os amores mal resolvidos, reviver o agora, reviver a vida em que muitas vezes, vejo como roubada, reviver o apenas estar de pessoas que hoje mal falam comigo.
É a máquina do tempo existe,e está em minhas mãos, penso em cada detalhe, cada sorriso, cada sentimento, vivido naquele instante.
É uma pena, muitas vezes cada pessoa seguir seu caminho... Mas é a vida... O sentimento deixado é inexplicável, apenas vivido.
Eu te odeio maldita foto,por me deixar dessa forma...
Me levanto e vou até a janela e permaneço ali,por algum tempo, envolvida em meus próprios pensamentos. Uma brisa bate levemente no meu rosto,e de certa forma me sinto tocada,protegida.
Volto olho para a fotografia,e o pensamento me vem: "Não importa garota, olhe para a foto, não é isso que você busca? Este momento já se foi, se sinta grata por ao menos o ter vivido. Quer os ter de volta ? Isso infelizmente, não ocorrerá. Qual a sua espera, para fazer novos momentos como este?".
Deixo a fotografia de lado, pego o telefone, disco , quando escuto do outro lado:
- Alô.
Obrigado querida fotografia,por salvar de mim mesma,e dessa imensa solidão.


Translate

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto

Geek,Dancer,Caricato,Extrovertido,Gamer.
Ocorreu um erro neste gadget

Pesquisar este blog